Quote of the day

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

In love

Eu sei que eu tenho o outro blog pra falar de relacionamentos, mas meus leitores de lá ficam meio indignados com muita felcidade amorosa, então vou falar aqui mesmo.

Estou apaixonada. E é tão bom sentir isso de novo! Sabe do que eu mais tinha agonia em não estar gostando de alguém? Era quando eu ouvia uma música romântica e não me identificava com a letra. E nem tinha vontade de chorar e nem de sorrir, lembrando do amor.

Esses dias eu deitei de bruços na cama com meu namorado e ficamos viajando. Perguntei pra ele se ele fazia o oito com duas bolinhas. Ele disse que não e desenhou imaginariamente no colchão o oito que ele fazia. E falamos de outros números. E passamos para as letras - maiúsculas e minúsculas. Uma besteirada sem fim!

Até assistimos Super Nanny juntos, sábado. E devaneamos sobre como agiríamos se nossos filhos fossem encapetados de tal forma.

Também tem a parte constrangedora, que é conhecer aquele tio mala-sem-alça que não perde a oportunidade de deixar seus cabelos em pé com frases do tipo "cadê a loira que vc trouxe aqui semana passada?" ou ter que conviver com a mania de super-proteção da mãe, que te tira dos eixos, por vezes, e tentar enfiar na sua cabeça que não é nada pessoal!

Competição faz parte do cotidiano também. As palavras "duvido" e "quer apostar" surgem com frequência. Começamos a jogar novos games, como Twister, um tal de "Fodinha", outros. No truco de baralho vazio, sou eu. No de baralho cheio, é ele. Sem contar no jogo da sedução, que já é de praxe, mas que às vezes tem o clima quebrado por frases do tipo "amor, tem um feijão no seu dente", e você então descobre que junto com o amor, vem a intimidade.

E ele chega na minha casa, me expulsa do computador e joga "Colheita Feliz". E ele pega todas as coisas dele e enfia dentro da minha bolsa. E ele sobe as escadas da minha casa, na minha frente. E eu ando descalça na casa dele. E eu brinco com o cachorro dele. E nós deitamos juntos no sofá pra assistir Kyle XY. E ele faz massagem em mim o tempo todo. E eu faço cafuné nele todo o tempo.
E quase o tempo todo somos um só. Um do outro.

Amar é bom demais!

2 comentários:

Carol disse...

Ahhhhhhhh que delicia que eh isso, ne!! As pessoas tem inveja da felicidade alheia, fato!

E serio, nada melhor do que encontrar alguem que nos faca acreditar de novo no amor, pq gente, ele existe!

Talita disse...

Ahhhhh, que lindooo!!!
Que delícia é o amor!!! ;)
"Desejo que vc tenha a quem amar! E qndo estiver bem cansado, ainda exista amor pra recomeçar!!!"
Acho essa frase lindaaa!!! ;) Desejo isso pro meu relacionamento! E desejo pra vcs tb!!! Que seeeempre haja amor pra recomeçar!!! ;)
Que Deus abençoe mtoooo vcs!!! ;) Vcs são uns lindosss!!!
bjosss pro casal!!! ;)