Quote of the day

domingo, 30 de novembro de 2008

Fora de controle

Esses dias eu estava escrevendo algo sobre termos a capacidade de nos surpreender! O fato é que ultimamente tenho me surpreendido tanto comigo mesma, que vou ter que falar disso outra vez!

Cara! Pensem em coisas consideradas meio bizarras por vc, que a sua convencional "eu" normalmente não faria?! Pois é, tá tudo virado do avesso! Estou me arriscando, me permitindo e ignorando totalmente minhas concepções de outrora! Abandonando aquela pessoa cheia de princípios metódicos, onde "não é não e pronto", onde "eu não concordo e não vou mudar de opinião", onde "se controle" é a principal fala!

Não que eu não tenha mais princípios, calma, também não é pra tanto! Mas acho que eles estão se modificando um pouco ultimamente. Talvez estejam sendo alterados para "olha, eu achava que não, mas olhando por esse ponto de vista...", e "bom, a principio é não, mas podemos discutir a possibilidade" e "ah, que se dane, vou curtir o momento" e principalmente a frase mais seguida ao pé da letra esses dias "acordo arrependida, mas não durmo com vontade". E por aí vai...

Às vezes o meu "eu" normal, linear e imprevisível aparece e fica com vergonha dessa nova pessoa, e tenta podar! Mas quase nunca ela consegue! Somehow, essa pessoa de agora é assustadoramente forte e não gosta de ser contrariada! Não deixa oportunidades escaparem, não desce do salto, não perde a classe e nem uma dança, e principalmente põe na cabeça que a vida é DELA e que NINGUÉM tem nada a ver com isso!

domingo, 16 de novembro de 2008

Guerra dos Sexos - Parte II - Quem é complicado aqui?!

Olha, vc faz de tudo. Tenta de tudo. Quando vc esconde o jogo, eles acham que você não está interessada e desistem. Se vc deixa claro que quer, eles se assustam. Se você joga no meio campo, eles ficam mandando uma série de sinais mega confusos. E ainda vivem arrotando por aí que mulher é bicho complicado!

Eu não entendo! E nem sei se é pra entender, mas eu queria pelo menos um pouco. Por que tudo é dividido em "homens reagem assim", "mulheres reagem assado"? Tudo não seria mais fácil se todo mundo colocasse todas as cartas na mesa?

Durante a minha vida já estive de vários lados da situação. A traída e a traidora. A magoada e a que magoa. A que conquistou e a que foi conquistada. A que escolheu e a que foi escolhida. Descobri que não há lado certo a se jogar! Que de qualquer forma, em algum ponto, alguém acaba pisando na bola e estragando tudo. Isso quando os dois não fazem a merda juntos neh?!

Pior é começar do zero. Quando tudo é novo, um não conhece o outro direito, ninguém sabe com que armas vão jogar, tá todo mundo pisando num campo minado. Jogar na defensiva ou atacar? E se a bomba explodir? E se você encontrar a mina?

Tá aí um jogo que, nem com toda a prática do mundo, não consigo ficar boa. Eu mudo de estratégia, lanço a sorte, escolho outro time e um novo "adversário", mas parece que sempre estou fazendo algo de errado. E até hoje eu não descobri o que!

Acho que depois de tantas competições, só concluí uma coisa: não é bem a mulher que é a parte complicada...

quarta-feira, 12 de novembro de 2008

As várias pessoas dentro de cada um de nós

Esses últimos dias têm me ensinado como nós construímos nossa personalidade, porém sempre há o que se descobrir dentro de cada um de nós. Se você me perguntar como eu definiria a minha personalidade, eu diria que sou extrovertida, animada, nervosa, impaciente, ansiosa, amiga, sincera, desorganizada, despojada, chorona. Isso é o que eu sei sobre mim. Aliás, é como eu me enxergo. Mas eu tenho outras características que eu não sei que tenho, mas que os outros são capazes de enxergar. Seja defeito ou qualidade.

E coisas que a gente faz porque ás vezes dá curto circuito e nós fazemos coisas que JAMAIS esperaríamos de nós ou que as outras pessoas JAMAIS esperariam de nós! E essa parte de nós, que nem a gente e nem os outros podem ver, como se chama?

Eu acredito que todos temos, no mínimo, dupla personalidade. Todos pensamos que agimos de um jeito, mas sob pressão de uma determinada situação - ou simplesmente pela ingestão de álcool hehehhe - despertamos alguém aqui dentro que nós nem imaginávamos existir!
Monstros! São esses monstros que acordam e agem de uma maneira totalmente inesperada. Muitas vezes no outro dia você acorda: "puta merda, o que foi que eu fiz?!" - e aí a gente usa a velha frase: "acorde arrependido, mas não durma com vontade". Ou então vocÊ acorda com a sensação de: "Hmmmm, eu deveria fazer isso mais vezes!!" ou "como eu nunca tinha feito isso antes?"

Acho que foi ontem ou ante-ontem que uma amiga minha me mandou um negócio que ela escreve sobre nossas inúmeras personalidades, e fiquei chocada como ela me mandou aquilo bem numa hora em que eu estava reavaliando até onde eu sou capaz de chegar, como eu sou capaz de surpreender. Não só as outras pessoas, mas principalmente a mim! Ela disse algo de como nós somos uma pessoa diferente na frente dos amigos, da familia, do namorado, do pretendente, do chefe, dos alunos, dos professores, dos deconhecidos... Enfim! Algo a se pensar...

Eu só sei que é bom saber que ainda posso ficar surpresa comigo! Que não me tornei uma pessoa totalmente prevísivel, porque acho que não existe nada mais chato que gente não-surpreendente!

SURPREENDA! SEMPRE!

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Sonhos

Esse FDS despertou em mim um sonho que eu jurava estar atrasado, que eu imaginava estar perdido em algum lugar do meu passado quando eu não lutei pra que ele acontecesse.

Subir no palco e soltar a voz foi tudo o que eu sempre quis mais que tudo, e sábado quando senti aquele nervoso e aquele prazer em estar com aquele microfone na mão, eu constatei que sonhos não morrem.

Ontem eu fui à um churrasco e uma dupla (voz e violão) contratados pela dona da casa estavam tocando - e tudo o que eu mais amo cantar, MPB - e eles me chamaram pra fazer uma participação. Essa participação se transformou em mais de 20 músicas e elogios que me fizeram perceber que meu sonho ainda poderia ser realizado, com muita luta e perseverança. Ouvir de cantores profissionais que você está pronta, que sua voz é linda e que gostaria de te ver cantando na noite, não tem preço. O cantor pegou meu telefone para um possível contato, uma possível parceira. Sábado, o sanfoneiro também anotou meu telefone.

E vi que eu sou boa. Eu posso não ser uma Whitney Houston nem uma Shirley Carvalho, mas eu sei do meu valor, sei que cantar MPB é o meu deleite e por isso faço bem.

Cara, e os sinais continuam chegando. Estava eu, linda e maravilhosa dentro do onibus, quando vi um cartaz de uma cia. precisando de cantores para musicais! Sabe juntas TEATRO, MUSICA e DANÇA? Kra, nao podia ser mais perfeitooo! Vou fazer o teste...

Enfim, de alguma maneira quero ir atrás do sonho, e como disse meu novo amigo Junior Johns, enquanto houver a vida, há tempo!