Quote of the day

terça-feira, 8 de julho de 2008

Manual da felicidade

No domingo eu estava tendo uma conversa muito profunda com a minha amiga Mayara e ela me fez a seguinte pergunta: "Dany, será que é tão complicado assim ser feliz?" Eu disse que não, que a gente é que complicava. E parece que esse assunto tem martelado a cabeça das pessoas, porque igualmente, minha colega de quarto, minha querida tagarela polonesa, Ania, estava às voltas com este pensamento também. Tanto que depois de ter afirmado que tem uma ótima família, um emprego que ela ama, amigos incríveis, mas que sofria demais no amor, me disse: "Eu não sei porque as pessoas acham que eu sou tão feliz, alegre e sorridente. Sendo que eu não sou!" Na hora que ela falou isso, eu não respondi nada, porque lembrei que várias vezes eu também tinha achado que eu não era feliz, mas que sabia disfarçar muito bem porque meus amigos todos me achavam sempre muito pra cima.

Daí eu parei pra pensar, que afinal, estamos todos errados. Vivemos idealizando, achando que a felicidade é ter tudo que queremos, o que é uma grande mentira. A luta é bem mais nobre do que a vitória. O caminho que você percorre para alcançar os seus objetivos é que faz de ti, um vencedor. E sim, para os céticos uma má notícia: Deus pôs a felicidade "escondida" debaixo de nossos narizes. Parece ser clichê, mas ela está nas coisas mais simples da vida.

Se meus amigos da UnB se sentem feliz em ir pro bar mais furreca da Asa Norte e encher a cara até alguém dar a idéia de brincar de "Eu nunca" e todo mundo confessar os seus segredos mais ímpios, que seja! Sim, a felicidade estava naquele copo de cerveja! Se meus amigos da Escalada se sentem feliz passando 3 dias em uma cidade no meio do mato trabalhando que nem condenado pra um bando de adolescente, cantando a musiquinha do "se eu fosse um porquinho com o meu rabinho eu iria louvar", que seja! Sim, a felicidade estava naquela capela! Se minha família se sente feliz se reunindo na casa da minha avó, comendo churrasco, jogando dominó e dançando forró até o dia terminar, então que seja! Sim, a felicidade estava naquele lote em Brazlândia! Se meus amigos de longas datas se sentem felizes dirigindo até o Itiquira sem nem saber onde ficava, com dois recém-motoristas no comando, enquanto os passageiros cantavam músicas infantis dos anos 80/90 e depois passar o dia inteiro dentro duma cachoeira gelada, que seja! Sim, a felicidade estava naquela reserva natural!

O que eu estou tentando dizer, é que ser feliz não é realizar todos os seus sonhos. Porque se um dia eu realizar todos os meus sonhos, eu vou ficar é muito triste. Afinal, se eu realizar todos, não terei mais nenhum pelo qual lutar, e eu acredito que os sonhos é que fazem a gente cometer atos malucos como morar em Londres sozinha ou ir pagar mico participando das audições do Ídolos. E são essas experiências que fazem a nossa felicidade. É indo atrás dos nossos sonhos que vivemos histórias emocionantes e conhecemos pessoas que ficarão pra sempre em nossas vidas. E é assim que se é feliz. Aceitar a nossa condição e entender que o sentido da vida é saber viver!

3 comentários:

Babi Freitas disse...

Vei, eu vou chorar!

beijos MB

saudades sem fronteiras
;)

Jorge disse...

nossa, profundo!!!
e realmente, a felicidade esta proxima e nao sabemos... qndo a situação piora q a gente descobre!!

e vem dizer q akele dia no bar brincando d "eu nunca" nao foi bom??? ai belos tempos qndo eramos
calouros...

se felicidade e cantar "wind it up" pra amiga que agora esta fora mas q qndo voltar vai sofrer d tanto escutar essa musica? sim! felicidade esta nakela canção!!!

bjo danny!
saudade enorme!

Kérow disse...

Caramba... como eu acabei de dizer rpa vc no msn..vc anda mto poética. MAs a verdade e que felicidade depende de TUDO!
Felicidade depende dos olhos de quem vê! =D