Quote of the day

quarta-feira, 2 de julho de 2008

O que o mundo espera de nós

Vir estudar em Londres foi um grande passo na minha carreira. Na Tradução a gente sempre comenta isso: morar um tempo fora do país é obrigatório pra quem quer trabalhar traduzindo. Confesso que até agora só tinha pensado no lado bom da coisa. Melhorar meu inglês, ser imersa em uma cultura da qual eu posso me aproveitar para entender como funciona a língua, e tudo mais que uns tempos abroad podem trazer de benéfico. Mais uma vez citando meu amigo Thomaz - impressionante o quanto ele mexeu comigo em 15 minutos de conversa no msn - que disse uma frase um tanto quanto repleta do que eu inocentemente não esperava encontrar: "Nossa, Dany, seu inglês deve estar mágico!". Quando ele disse isso, parecia um tapa na minha cara.

Eu odeio cobranças. E comparações. Eu lembro que quando eu estava quase terminando o segundo grau, meu pai ficava constantemente me comparando aos meus primos. Sobrinhos deles que ele morre de orgulho. Uma é formada em Contabilidade na UnB e o outro em Economia, na UnB também. Os dois na casa dos 25 anos e concursados. Aliás, um deles ganha tanto dinheiro que não deve nem saber com o que gastar. Minha mãe também costumava me comparar com a filha de uma amiga dela. Enfim, cobranças são coisas que me metem medo! Eu detesto desapontar as pessoas que eu amo, mas infelizmente sou um ser humano e nem sempre vou corresponder às expectativas. Eu não correspondo nem às minhas próprias expectativas, como agir com quem espera demais de mim?

Não, meu inglês não está mágico. Com certeza está bem melhor do que quando eu saí do país, mas poxa, não está perfeito! Está bom. Eu adoraria que quando eu voltasse pra faculdade as pessoas não dissessem algo tipo "pergunta pra Daniela, ela morou em Londres, deve saber" ou "com certeza a Daniela sabe mais que todo mundo aqui, afinal, ela morou em Londres", ou qualquer coisa do gênero. Quem me conhece sabe o quanto eu sou insegura. Principalmente com meu inglês. Sei que pra estar nesse negócio de tradução eu deveria estar confiante, mas pra falar a verdade, eu não estou. E quero ter o direito de não ser julgada por isso.

É tão ruim quando todas as esperanças são depositadas em você... Quando seus pais dizem: "Filha, isso tudo é pra que você tenha o que nós não pudemos ter ou não vamos poder te dar"
Eu estou com medo de voltar pra casa, sinceramente. Sofrer a pressão de ter fazido valer a pena cada centavo que foi gasto com essa viagem.

Afinal, o que o mundo espera de nós??

3 comentários:

Daniel Ludwig disse...

Eu tb sinto isso ... comparações são inevitaveis ... mas o simples fato de ser comparado com alguém que está vencendo na vida e conquistando o que quer, ja é uma boa coisa.
Um passo de cada vez ... a segurança vem com o tempo!!
Bjoos

Jorge disse...

Com certeza acho q todos sentem isso uma vez ou outra danny. A insegurança sempre perpassa a gente em algum momento e o medo de voltar pra casa é super normal.
Quanto a cobrança, a vida nos cobra muito, mais do q o necessario... sabe oq a gente faz quando tah cansado? manda um "fuck it" e joga tudo pro alto!!!
bjao

Kérow disse...

O lance é parar de pensar no que o mundo espera de nós para podermos viver a NOSSA vida... pq c levarmos tudo em cotna vivemos para os outros =D