Quote of the day

segunda-feira, 14 de julho de 2008

O TEMPO

Alceu Valença um dia pensou numa coisa muito estranha e escreveu uma música, que aliás, uma das minhas preferidas dele: "a solidão é fera, a solidão devora, é amiga das horas, prima irmã do tempo e faz nossos relógios caminharem lentos causando descompasso em meu coração..."
Eu não sei se ele queria falar do tempo ou da solidão, mas vindo morar aqui em Londres, eu descobri que uma coisa está muito ligada a outra. Todos os meus amigos e familiares estão no Brasil e aqui eu me sinto muito sozinha, como já era de se imaginar. Divido um flat com 7 pessoas e ainda me sinto só. Como isso é possível? Eu xeguei a conclusão de que tudo é culpa do tempo.

As pessoas que vêm pra cá pra ficar um mês, dois meses, nunca se sentem assim. E foi assim comigo também nos dois primeiros meses. Eu não derramei uma lágrima. Tudo em Londres era perfeito pra mim, até que eu arranjei um trabalho no McDonalds... De repente o tempo foi ficando contra mim... Eu olhava no relógio e as horas nunca passavam. Eu sentia que trabalhava duas horas e quando via, só tinha se passado meia hora. Em oposição, o tempo que eu tinha depois da aula, passava voando. Eu chegava em casa, comia, tomava banho e num piscar de olhos já era hora de ir pra cama. Aqueles dias foram uma tortura. Cada minuto era como uma navalha abrindo minha pele de ponta a ponta. Eles também foram responsáveis por um gigantesco aumento na minha saudade de casa.

De repente tudo fazia sentido pra mim. Eu tinha vindo pra cá, não só pra melhorar meu inglês, mas pra aprender a dar valor a tudo o que eu tenho no Brasil. Daí todas as vezes que minha mãe falava que meu período aqui estava passando muito rápido, eu só conseguia pensar que ela estava louca! Pra mim tem sido uma eternidade! Não que Londres tenha se tornado o monstro que me apavora, mas estar aqui me fez enxergar o quanto eu sou feliz no lugar ao qual pertenço.

Agora é quase hora de voltar pra casa. E de repente o tempo está em câmera lenta de novo. Não consigo dormir, por conta da ansiedade, não sinto sono e fico vagando na internet até 2h da manhã. Hoje meu namorado disse: "Faltam 12 dias pra eu ir praí. Parece pouco, mas o tempo não passa!" E não é que ele tem razão?

Às vezes olho pra trás e penso em tudo o que vivi nesses quase 6 meses morando aqui. Foi tanta coisa acontecendo ao mesmo tempo! Acho que precisaria de dois anos inteiros da minha vida normal pra sofrer tantas mudanças! Afinal, estou achando que nem sei mais se considero que tudo passou muito rápido ou muito devagar.

O fato é que é sempre assim. As coisas boas, tipo uma viagem pra Paris, duram uma semana no calendário, porém trinta minutos na prática. Coisas ruins, tipo trabalhar num lugar horrível fazendo coisas que você odeia, duram três meses no calendário, e uma eternidade na prática. Parece que o tempo está sempre a favor de nos ferrar. Quanto mais você deseja que algo dure muito, mais rápido será. E vice-versa.

O tempo ensina e castiga. Aprendi muitas coisas no meu "London time", mas também várias coisas me castigaram. Muitas coisas que aprendi ou percebi, só poderei colocar em prática quando eu voltar. E as coisas ruins que passei, não poderei apagar, mas compensar, talvez.

Algumas pessoas acham que eu odeio morar aqui. Algumas pessoas acham que eu sou infeliz aqui. Mas isso não é verdade. A tristeza que muitas vezes vocês vêem em mim, não tem nada a ver com Londres. Tem a ver com ficar longe de tudo o que eu amo. De nao ter batucadas, feijoadas, lambadas, abraços, gargalhadas! E de ter que aprender tantas coisas importantes em tão pouco tempo. E lidar com emoções. Também de ter que pensar e repensar no que estou fazendo da minha vida, no que vale a pena, do que estou abrindo mão e o que vou ter que mudar depois dessa experiência tão marcante.

2 comentários:

Kérow disse...

Amiga eu realmente não entendo o que é estar sozinh num país diferente longe de tudo e de todos mas , por incrivel que preça, pelo ou menos pela minha parte... parece que ficamos mais proximas! As vezes a distãncia consegue aproximar as pessoas como fez com a gente e sinceramente, acho isso otimo ! Vc já tinha uma amiga quando saiu do Brasil, agora vc ganhou uma irmã que odeia os seus "nãos" e "sims" constantes!

Tente olhar pelo lado bom das coisas! SEMPRE! pq alguma coisa boa vc vai tirar concerteza!

Bjos e saudades !

May disse...

Hehehe é verdade dany....o tempo as vezes é nosso pior inimigo....porque tudo que é bom pa~ssa tão rapido???????porque a felicidade precisa ser tao reduzida...parece uma equação muito injusta...é 1min de felicidade pra 1hr de saudade...solidão...tristeza....mas fazer o que ne????quem sabe um dia a gente consegue igualar essa equação heheh....bjus amore se cuida!