Quote of the day

quinta-feira, 3 de julho de 2008

O medo nosso de cada dia

Tem uma coisa que acontece comigo que não sei se acontece com vocês. De repente eu estou pensando em alguma coisa e paro pra me censurar. Como diria meu pai "auto me censurar-me a mim mesma" (hehehehe só pra quebrar o clima de assunto sério)!
Acho que eu tenho tanto medo do que os outros vão pensar que eu mesma começo a controlar o que estou pensando e sentindo, até mesmo sabendo que a mente é o único lugar onde eu estou longe do julgamento alheio. Só Deus sabe o que se passa na minha cabeça e pra Ele nem que eu quisesse eu nao conseguiria disfarçar.

Por que será que temos tanto medo? Eu já ouvi várias pessoas dizendo: "eu não me importo com o que os outros vão pensar" ou provavelmente até já proferi essa frase, mas até que ponto isso é verdade? Nós vivemos em uma sociedade que partilha idéias, conceitos, opiniões e padrões o tempo inteiro. Como não se importar com o que o mundo acha do seu comportamento?
Eu tenho tantos medos... Medo de altura... medo da morte... medo da morte de alguém muito próximo... medo de um sentimento acabar... medo de perder mais uma amizade... medo de chegar no fim do meu curso e descobrir que não é isso que eu quero... medo de ter um filho... ou de nunca ter... medo de assuntos hospitalares em geral... medo de não ir pro céu... medo de tannnta coisa... Eu me considero uma pessoa medrosa.

Mas quando é que esse medo sai da linha do aceitável e se torna prejudicial? Você muda seus hábitos, age de uma determinada forma (que depende da pessoa com quem você está lidando no momento), foge da responsabilidade de ter que tomar decisões importantes, adia conversas que podem mudar demais a sua vida, atravessa a rua sempre na faixa, só diz pra alguém que você está apaixonado se você tiver certeza de que essa pessoa também gosta de você, não experimenta, não ousa, não arrisca, não aposta, não acredita no seu potencial porque tem medo de falhar...

Depois de escrever tudo isso, eu fiquei com mais medo. Estou com medo de estar vivendo uma vida vazia por causa dos meus medos, que me impedem de agir como meu coração sugere. Me tornei racional. E racionalmente estúpida.

4 comentários:

Mariana disse...

Hj eu venci um medo.
Medo de ficar sozinha, medo de mudar e, por que naum, medo de tornar tudo melhor?

To com mta saudade, Dany! Volta logo!

Mari

By the way, I got your postcard! Tahnk you soooo much, sweetheart! Loved it!

=**~

Jorge disse...

E como vc mesma disse... o medo e super natural... todos temos medo!
Vc? Medo d uma vida vazia???
calma xuxu... a gente tah aki!!!! sua vida vai c cheia cheia qndo vc voltar!
bjo

Babi Freitas disse...

Logo vc escrevendo isso?!
Vc q tá do meu lado nas horas mais fodas da minha vida mesmo a um atlantico de distancia!

A menina que manda eu seguir em frente q a vida continua... eu venci um dos meus medos!
desencantar oq parecia tão encantado!
mas ainda tenho tantos outros... a gnt é humano e o medo é inerente a nós!

Mas to pro q der e vier!
Vc sabe...

beijos
;)

Kérow disse...

OO amiga tantos medos! e eu achoq os medos se multiplicam cada vez mais e me tornam cada dia mais anti-social! dureza! Mas então! Ainda bem q eu tenho amigas como vc me compreendem! iuAHuiHAIUHAIUAH
queirda.. quem tem cú tem medo! iuAHIUHAIUHAIUHA
Bjocas saudaees!